Arquivo do blog

Postagens populares

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

As cinco pedras de Davi


-Tema: PERDÃO
I Samuel 17.39-45
-Introdução: Quando Davi ficou sabendo que um gigante estava ameaçando seu povo e afrontando seu Deus, sentiu uma motivação tão grande que pegou cinco pedrinhas lisas no ribeiro, colocou em seu embornal, junto com sua funda ou estilingue e foi ao encontro de Golias.
Aquelas cinco pedras podem ser comparadas a cinco tipos de sentimentos ou motivações de Davi. Apenas uma foi usada e as outras ficaram. Do mesmo modo temos muitas armas para vencer nossos problemas e devemos escolher como nos defender corretamente.
Em nosso alforje juntamos muitas lembranças que vão se tornando fardos em nossos ombros. Ao enfrentar uma situação grande como um gigante, precisamos saber qual pedra escolher para não errar o alvo. Não adianta irmos com as mãos cheias de pedras e usar a pedra errada ou motivação imprópria para resolver a questão.
O que te motiva enfrentar os problemas?
Vamos ilustrar com a história de Davi e suas cinco pedras (apenas como conjectura apoiando na compreensão da mensagem) e tratar o tema do perdão conforme ensina o evangelho nas palavras de Jesus:
1ª pedra- IRA: Mateus 5.21-24
Davi não usou esta pedra. Sua motivação não era a raiva.
Durante quarenta dias aquele gigante provocou o povo de Deus e eles ficaram enfezados (significado: cheio de fezes). Davi ficou indignado, o que é bem diferente de irado. Ele não aceitou aquela injustiça e por isso resolveu enfrentar o gigante.
Na verdade Davi estava tão tranqüilo que comparou Golias com um urso ou leão que já havia vencido e nem quis usar armadura. Uma das características da raiva é a pressa e precipitação. Se ele estivesse movido por pura raiva nem teria ido primeiro pedir autorização do rei para enfrentar o gigante.
A raiva só atrapalha as coisas. “Deixa a ira, abandona o furor; não te impacientes; certamente, isso acabará mal” (Salmos 37.8). Você perde o controle da situação quando age movido por raiva. Em situações em que este sentimento toma conta, você fica cego e nem vê o que faz. Quando somos provocados por alguém precisamos sair fora e deixar passar para depois resolver com mais calma.
Você já usou a pedra da ira?
Não deixe a raiva tomar conta de você!
                              
2ª pedra- ORGULHO: Mateus 5.33-37
Davi também não usou a pedra do orgulho, soberba ou arrogância.
O povo judeu sempre estimou sua cultura, raça, religião e terra como superior aos outros povos. Eram orgulhosos. Davi ouviu isso a vida toda e talvez tenha sido ensinado a ser assim. Embora amasse seu povo e sua nação ao ponto de colocar sua vida em risco por eles, não tinha essa arrogância de se achar superior aos outros. Não olhou aquele gigante por cima nem por baixo. Seus olhos estavam fixados em Deus.
O filisteu Golias jurou que mataria o povo de Deus, já Davi deu um exemplo diferente declarando que iria até o gigante não confiado em sua própria força, mas no nome do Senhor (I Samuel 17.45-47).
O orgulho leva as pessoas a fazerem juramentos, promessas e dizer as piores palavras de toda sua vida. Esta vaidade pessoal é a motivação principal de muitas pessoas ao enfrentar seus problemas. Por isso Jesus ensinou a não jurar e apenas dizer sim ou não (Mateus 5.37) pois não temos poder nem mesmo de mudar a cor de um fio de cabelo em nossa cabeça. Isso nos faz ser mais humildes e dependentes de Deus confiando que “todo o que se exalta será humilhado; e o que se humilha será exaltado” (Lucas 14.11).
Você tem usado a pedra do ORGULHO?
Seja humilde e Deus te exaltará!

3ª pedra- VINGANÇA: Mateus 5.38-42
A pedra da vingança foi deixada por Davi.
Certamente os filisteus e o próprio gigante Golias já haviam atacado o povo de Deus. O sentimento de todos era o desejo de vingar-se desta injustiça. Entretanto não tinham forças para enfrentar aquele gigante. O coração puro do jovem Davi sentia o amor de Deus em seu coração e uma confiança tão forte no Senhor que o impulsionava a resolver o problema de seu povo pela fé.
Vingança é pagar o mal recebido, responder à altura ou fazer justiça com as próprias mãos. Não pense que vingar é apenas referente à violência física. Quando você fala de alguém que falou de você ou até mesmo deseja o mal, também é vingança. Segundo as palavras de Jesus, até mesmo quando você deixa de emprestar algo ou de andar com a pessoa julgando que não merece por algo que tenha feito a você, seria uma forma de vingança (Mateus 5.41,42).
As reações são uma arma perigosa para o cristão. Num impulso negativo pode-se cometer grandes erros. Por isso é bom orar e esperar antes de agir em resposta a uma provocação. Precisamos confiar que somente Deus é justo o suficiente para resolver nossos problemas e deixar Deus agir, então “não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor” (Romanos 12.19).
Você já usou a pedra da VINGANÇA?
Deixe Deus agir em defesa de sua vida.

4ª pedra- ÓDIO: Mateus 5.43-48
Davi também não pegou a pedra do ódio. Talvez teria jogado esta pedra fora para não correr o risco de confundir e usar a pedra errada.
O que motivou Davi foi seu grande amor por seu povo. Ele via os olhares tristes e medrosos de seus conterrâneos e desejava trazer alívio e alegria aos seus corações. Quem odeia não consegue olhar nos olhos e Davi olhou bem firme para Golias declarando que Deus livraria seu povo.
O ódio é o oposto do amor ou ausência deste. Um coração que tem amor não pode ter este rancor, pois o amor não fica onde existe ódio como as trevas que saem quando chega a luz. O ódio tem adoecido muitas pessoas, por isso precisamos nutrir o coração com amor “atentando, diligentemente, por que ninguém seja faltoso, separando-se da graça de Deus; nem haja alguma raiz de amargura que, brotando, vos perturbe, e, por meio dela, muitos sejam contaminados” (Hebreus 12.15). Se você estiver com esta pedra guardada, jogue ela fora.
Você está guardando a pedra do ódio?
Deixe o amor de Deus encher teu coração!

5ª pedra- NOME DO SENHOR: João 14.13
Esta foi a pedra escolhida por Davi quando deixou bem claro que enfrentaria Golias “em nome do Senhor” (I Samuel 17.45).
Davi tinha plena confiança que Deus estava vendo tudo e que se importava com seus filhos/as. Se reagisse com ira, orgulho, vingança ou ódio seria falta de fé.
Quando alguém toca num/a servo/a de Deus, o Senhor se levanta para defender “dizendo: Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas” (Salmos 105.15). Deus protege seus amados e “nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” (Isaías 43.13).
Antes de resolver qualquer situação precisamos recorrer ao nome de Jesus “porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4.12).
Peça a Deus discernimento espiritual antes de fazer qualquer coisa. Use a autoridade que Deus te deu repreendendo to mal em nome de Jesus. Ore, interceda por quem está te ofendendo como Jesus ensinou que devemos perdoar, amar e orar pelos nossos inimigos (Mateus 5.44) sabendo que nosso verdadeiro adversário é somente um, satanás que usa as pessoas para nos atingir.
Você tenta resolver seus problemas de várias maneiras e nunca dá certo, mas quando apenas confia no nome de Jesus, até mesmo o impossível acontece.
Você tem usado o nome de Jesus?
A autoridade do crente está em o nome de Jesus!

Use a pedra certa!
-CONCLUSÃO:
Se Davi tivesse usado qualquer outra pedra poderia ter errado ou ser atingido por suas próprias pedras com um tiro que ‘sai pela culatra’. O nome de Jesus é a pedra que atinge o alvo certo sem errar.
Jesus sabia que o ser humano junta muitas pedras para atirar nas pessoas, por isso quando foram atacar uma mulher julgando-a adúltera, convidou os acusadores a olharem para dentro de seus corações e ver a maior de todas as pedras de tropeço ao ser humano que é o pecado (João 8.1-11). No sermão do monte em Mateus 5 Jesus nos ensina a deixar as pedras da ira, orgulho, vingança e ódio e confiar somente no Senhor.
Talvez você esteja juntando pedras em seu coração como a ira, o orgulho, a vingança e o ódio. Jogue fora estas pedras. Use apenas o nome de Jesus para te defender.